SECRETÁRIO

Geraldo Antônio da Silva

Contato: 

11 4057 8001

SESA EM DESTAQUE

Diadema lembra Dia da Saúde e Nutrição com conscientização
Diadema realiza Campanha do Pescado na Semana Santa
Segurança Alimentar amplia parcerias do Banco de Alimentos em Diadema
Conheça Geraldo Antonio da Silva, o novo secretário de Segurança Alimentar

 

A vice-prefeita de Diadema Patty Ferreira visitou, hoje (18/2), a Horta Comunitária do Jardim Takebe. Acompanhada do Secretário de Segurança Alimentar (SESA), Gel Antônio, ela conversou com participantes do Programa Agricultura Urbana e acompanhou de perto o trabalho dos agricultores na limpeza de canteiros e novos plantios 

A Horta do Takebe está localizada na Rua Santa Bernadete com a Rua Osaka, s/n, no bairro Canhema, e existe há mais de 13 anos. Ela foi uma das primeiras a ser implantada, desde que o projeto foi criado no ano de 2004. O terreno de 1.648 m² fica numa faixa de terra onde passa a rede elétrica.

Também conhecido como a horta do linhão da Eletropaulo, a lavoura possui 175 canteiros, que são cuidados por 35 moradores da comunidade ao redor.  São plantações de verduras, legumes, temperos e ervas medicinais, e a maioria da produção é para consumo próprio.

“Eu estou no projeto desde o comecinho. Todos os dias venho cuidar das minhas plantas e daqui tiro alimento para minha família, vendo uma parte e também faço doações “, conta Dona Nadir. Ela revela que o dinheiro da venda não é muito “mas dá para eu ajudar a pagar a conta da água que utilizamos aqui para molhar os canteiros”, afirma.

Segundo o secretário do SESA, o programa municipal foi implantado visando o cultivo de alimentos sem agrotóxicos e também para proteger as áreas públicas, livres, do descarte irregular de lixo e entulho. “Isso possibilitou uma alimentação saudável à população e também evitou ocupações indevidas”, disse.

No contato com os agricultores a vice-prefeita disse que o programa fortalece os vínculos comunitários e que o objetivo é ampliá-lo para que mais pessoas obtenham renda. “O projeto foi evoluindo e hoje ele já tem esse viés. Nosso esforço é para que mais moradores adentrem a iniciativa, principalmente nesse momento de dificuldade econômica que o país vive”, concluiu Patty.

O Programa Agricultura Urbana conta, atualmente, com 27 hortas comunitárias. Espalhadas por diversos bairros elas são cuidadas por 388 moradores.

 

Por Iara Santos Luz/Débora Gomes

Fotos Adriana Horvath