SECRETÁRIA

Rejane Calixto

Contato:

11 4057-7000

SAÚDE EM DESTAQUE

Varíola dos macacos (monkeypox): tire suas dúvidas
Campanha multivacinação é prorrogada até o dia 30 de setembro
Diadema amplia público-alvo para vacinas contra HPV e meningocócica ACWY
Apoio emocional e medicamentos são recursos para parar de fumar

 

Município concorreu com 717 trabalhos inscritos de 64 prefeituras no 35º Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo

 

Diadema é um dos 15 municípios premiados na 11ª edição do Prêmio David Capistrano com o trabalho “Violências autoprovocadas e a pandemia covid-19: novas pactuações necessárias”, ação desenvolvida na rede municipal de saúde. A premiação ocorreu na sexta-feira (18/03), na 18ª Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios, realizada dentro do 35º Congresso de Secretários Municipais (Cosems-SP), que ocorreu de forma virtual entre os dias 16 e 18 de março. 

O tema “A importância do SUS no enfrentamento da pandemia e na pós pandemia” permeou todos os trabalhos inscritos na Mostra. “Durante a pandemia da covid-19 observou-se o aumento na procura de pessoas em sofrimento psíquico intenso nos serviços de saúde. Essa constatação, motivou por parte da Secretaria Municipal da Saúde a rearticulação do Grupo Técnico das Violências e a revisão do fluxo de notificação e atendimento dos casos de violência”, explicou Dra Rejane Calixto, secretária municipal da saúde. 

O Grupo de Trabalho (GT) conta com representantes do Gabinete e áreas como Atenção Básica, Urgência e Emergência (Hospitalar, Pronto Atendimento e SAMU), Especializada, Vigilância à Saúde e Saúde Mental.  

 

Trabalho premiado

Com a pandemia decretada em março de 2020, os serviços de saúde foram reorganizados para priorização do atendimento dos casos de síndromes gripais. Porém, os casos de violência autoprovocadas como tentativa de suicídio e/ou  automutilação continuaram a ser atendidos prioritariamente. 

Em agosto de 2021, quando o Grupo Técnico das Violências foi retomado, foi viabilizada a revisão e atualização do fluxo de atendimento e notificação das violências autoprovocadas. Nessa atualização, foi reforçada a importância da notificação do caso no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e o envio imediato de cópia da notificação ao serviço para o qual o usuário foi referenciado para a continuidade do cuidado, o que possibilitou um cuidado mais ágil, articulado e humanizado nos territórios, com a possibilidade de busca ativa do caso que não teve adesão ao seguimento do tratamento. “Tendo esse diagnóstico via notificações foi possível uma rápida articulação do cuidado e acompanhamento de cada caso, ali mesmo no território de origem do usuário”, afirmou Maria Luiza Malatesta, coordenadora da Atenção Básica. Desde 2009, o município adota políticas de enfrentamento às situações de violência, incluindo a notificação compulsória de violência interpessoal e autoprovocada. Entre os anos de 2009 a 2018, as violências autoprovocadas representaram 13% das notificações.

A Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Diadema é composta por cinco Centros de Atenção Psicossocial (CAPS Sul, CAPS Leste, CAPS Norte, CAPS Álcool e Drogas e CAPS InfantoJuvenil), Espaço Colmeia (espaço de inclusão social/geração de trabalho e renda), dois Serviços de Residência Terapêutica (SRT), um Consultório na Rua I, uma enfermaria de retaguarda de Saúde mental com 10 leitos no Hospital Municipal de Diadema (HMD) e psiquiatras 24 horas na porta da urgência e emergência no HMD. Além disso, todas as 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) contam com equipes de saúde mental.

 

Experiência exitosas

O município inscreveu 13 experiências de ações realizadas na rede municipal e concorreu com 725 trabalhos de 64 municípios do estado de São Paulo. O prêmio foi destinado a 15 prefeituras e, na região do Grande ABC, apenas Diadema e Santo André receberam a premiação. Assista aqui o Vídeo da premiação, com participação dos autores e municípios premiados (https://www.youtube.com/watch?v=bJ_yVUsNIgg).

Entre os trabalhos escritos pela cidade estão: Ampliando a rede de suporte em meio à pandemia – relato de experiência; Campanha de vacinação covid-19 – construindo possibilidades no município de Diadema; Desenvolvimento de ferramenta para monitoramento da covid-19; Estratégias para efetivar o monitoramento dos casos de covid-19; Grupo de música virtual em tempos de pandemia; Estratégias para reorganização das atividades da Atenção Básica em Diadema; Inventando novas tecnologias de inclusão e participação social; Matriciamento em Saúde Bucal no município de Diadema; Participação popular para além do controle – a importância das definições de políticas pública; Sala de situação on-line uma estratégia de gestão para o enfrentamento da pandemia; Trocando cartas em tempo de pandemia disparando lembranças e afetos; e Vigilância sanitária em tempos de pandemia – o perfil o atendimento a denúncias covid-19.

Todos os trabalhos premiados no Cosems serão selecionados para a Mostra Nacional Brasil Aqui Tem SUS, que vai acontecer entre os dias 12 e 13 de julho, em Campo Grande (MS)

Confira o trabalho de Diadema premiado aqui:

 

Por Renata Nascimento