Tamanho do Texto

 

Por: Beatriz Lucas

Até o momento, já são 54 participantes

O Centro de Formação Esportiva – Esportes Paralímpicos é um projeto do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) que tem como objetivo promover a iniciação de crianças e adolescentes, de 10 a 17 anos, com deficiência física, visual e intelectual em oito modalidades paralímpicas. Diadema é a cidade com mais inscritos no programa. Desde abril, 54 alunos vão ao Centro de Treinamento (CT) Paralímpico, em São Paulo, duas vezes por semana, para aulas de atletismo, natação, judô, goalball, bocha, voleibol sentado, futebol de 5 e tênis de mesa.

Para marcar o lançamento do projeto foi realizada nesta segunda-feira, 14/05, no CT Paralímpico, a cerimônia de abertura que reuniu autoridades como o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado, o ministro do Esporte, Leandro Cruz, a secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, Linamara Rizzo Battistella, prefeitos e secretários dos municípios da Grande São Paulo.    

Durante o evento, teve uma demonstração do judô realizada por alunos do projeto, além de vídeos que contaram histórias de duas famílias que frequentam Centro de Formação Esportiva. 

A secretária de Assistência Social e Cidadania de Diadema, Caroline Rocha, agradeceu ao CPB pela oportunidade que tem dado aos alunos da cidade e destacou a importância que o projeto tem não só para o município, mas para todos os participantes. “É uma forma de trabalharmos a inclusão social, de abrir espaço para oportunidades de trabalho futuramente, mas, também, de criar laços afetivos e relações com outros municípios. É nítida a alegria de cada um em participar do projeto, em conseguir se superar, em buscar o sonho que, muitas vezes, não tinha apoio nenhum”. 

Para André Luiz Dias Mendonça, autista e aluno de Diadema, a iniciativa mudou o modo de ver os outros, o esporte e a vida. “No futuro, eu espero colocar os pés nas Olimpíadas de 2020. Eu nunca vi algo como aqui. É tão gratificante. Mexe com a alma. Aqui eu tenho o sonho de poder me tornar um atleta olímpico. Dá prazer em dizer que estou aqui. Parece que peguei o sonho na mão”. 

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado, ressaltou que Diadema é a cidade que mais ofereceu alunos e destacou a importância do projeto. “Eu tenho a noção do que representa o esporte na vida das pessoas com deficiência. Nas escolas, a educação física sempre foi optativa para pessoas com deficiência. Isso foi algo que sempre me angustiou: perceber que a prática esportiva era iniciada tardiamente, por isso criamos este projeto”.

“O esporte é uma das maiores ferramentas de inclusão social à disposição do indivíduo, sobretudo, do indivíduo com deficiência”, completou o presidente. 

O Centro de Formação Esportiva conta com 330 inscritos com a possibilidade de chegar até 500, até o fim de 2018. Para a secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, Linamara Rizzo Battistella, falar de esporte e de inclusão é falar de cidadania. “Esperamos que desses 330 jovens que iniciam o programa de detecção de talentos esportivos, surjam 330 novos atletas paralímpicos”, afirmou.

E é em busca desse sonho que Evelyn Aparecida Dias da Silva, aluna de Diadema, está. “Eu queria muito participar do time de futebol e meu sonho é ser atleta. Eu tenho paralisia cerebral, nasci com este problema. Não mexo muito bem meu braço esquerdo. Tenho três sonhos: ou ser jogadora de futebol, ou de basquete ou ser treinadora de natação. Tem gente que fala que eu não sei fazer nada, mas eu consigo fazer tudo. Eu sou inteligente”.

A prefeitura de Diadema disponibiliza 90 vagas para o projeto. As aulas acontecem no Centro Paralímpico Brasileiro localizado na rodovia dos Imigrantes km 11,5, s/n, Vila Guarani, São Paulo. Os atendimentos são feitos duas vezes por semana e têm duração de aproximadamente 90 minutos. Quem tiver interesse em participar do projeto, pode realizar inscrições na Secretaria de Assistência Social e Cidadania. 

Serviço:

Secretaria de Assistência Social e Cidadania

Rua Almirante Barroso, 225 - Vila Santa Dirce

(11) 4057-7817