Tamanho do Texto

 

Por: Iara Luz            Fotos: Marcos Luiz/Divulgação

 

A Biblioteca Municipal Olíria de Campos Barros completou 50 anos e para comemorar a data será realizado o evento “Aniversário da Biblioteca Central: 50 Anos”, no dia 15 de setembro, com exposição de fotos, apresentação de dança, música e literatura, no Centro Cultual Diadema (CCD), complexo cultural no qual situa-se o acervo.

A exposição fotográfica é composta por 12 fotos antigas que contam a trajetória da biblioteca. A mostra é gratuita, com visitação a partir das 14h, e vai até o final do mês. 

A parte musical ficará por conta do flautista Vanderlei Cesário e da cantora Margarete Barrucci. O repertório será composto por músicas dos anos 60 até os dias atuais, como se fosse uma  viagem no tempo, registrando as décadas de existência do espaço de cultura. Haverá também a exibição da Companhia de Dança de Diadema, que mostrará trechos do espetáculo infantojuvenil  “A Mão do Meio – Sinfonia Lúdica”, com direção de Ana Bottosso. 

Já na área de Literatura, a atração será a participação dos alunos da Oficina de Leitura Dramática, que vão ler poesias de autores diversos.

“Esta comemoração é relevante porque a biblioteca é extremamente importante para a população de Diadema como um todo e cumpre um papel fundamental para a expansão do conhecimento no universo da literatura. Além disso, o nosso compromisso com a literatura vem se mostrando de uma forma prática, pois estamos trabalhando para a aquisição de novos livros  e também de novos mobiliários”, afirma o secretário de Cultura, Eduardo Minas.

História

Criada no ano de 1967, a primeira biblioteca pública de Diadema tem o nome de Olíria de Campos Barros em homenagem a mãe de Oscar de Campos Barros. Ligado ao mercado editorial, Oscar tinha uma chácara no bairro Vila Nogueira e passava os finais de semana em Diadema. Quando a sua mãe Olíria faleceu, ele doou o acervo pertencente a ela ao município e desta forma surgiu a primeira biblioteca municipal da cidade. 

Trata-se da maior biblioteca de Diadema e reúne mais de 19.000 livros, entre eles clássicos da literatura nacional e estrangeira, periódicos, romances e livros infantis. Atualmente a biblioteca recebe, por mês, cerca de 1.000 pessoas. 

“Com o objetivo de incentivar a leitura, a biblioteca tem ações como encontro com escritores, lançamentos de livros, saraus, teatralizações, exposições e rodas de leitura, entre outras”, afirma o coordenador da biblioteca Fábio Meschini.  Ele ressalta que todas as atividades são gratuitas. Além disso, a Olíria de Campos Barros também realiza oficinas de “Fotografia”, “Leitura Dramática” e de “Criação Literária”. 

Para Camila Nolasco da Silva, 19 anos, moradora do bairro Eldorado, a Biblioteca Olíria de Campos Barros é um dos lugares públicos de Diadema que ela mais gosta de frequentar. Prestes a fazer o vestibular, ela quer estudar Direito em uma faculdade pública e revela que vai ao local quase todos os dias para estudar. “Aqui sou muito bem atendida e encontro os livros que preciso para me preparar melhor para as provas”, diz. Ela afirma ainda que a biblioteca central é muito importante para os moradores da cidade e que o incentivo à leitura ajuda a ampliar horizontes e melhorar a vida das pessoas.    

Biblioteca Municipal Olíria de Campos Barros – Rua Graciosa, 300, Centro. Tel 4055-9205. Atende de 2ª a 6ª, das 9h às 18h, e aos sábados das 9h às 14h.

 

Novembro 2017
Do Se Te Qu Qu Se
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2