A partir de amanhã (19/10), Prefeitura de Diadema irá realizar a antecipação da terceira dose contra a covid-19 para os profissionais da saúde que receberam a segunda dose de qualquer imunizante (Astrazeneca, Coronavac e Pfizer) até 30 de abril. 

Para receber a dose adicional (D3), o trabalhador da saúde deve comparecer com o comprovante de vacinação da primeira fase (D1 e D2) - aplicada em Diadema -, juntamente como os documentos obrigatórios (documento com foto, CPF e comprovante de endereço de Diadema).

A vacinação dos funcionários das clínicas Next, Santa Helena, Cesar & Kan, Intermédica, Santa Casa, Clined e Tecnolab, assim como dos hospitais HMD (Hospital Municipal de Diadema), HED (Hospital Estadual de Diadema) e Innova e das 20 UBS acontecerá no local de trabalho; os funcionários do Pronto Socorro Central, Quarteirão da Saúde (QS) e SAMU deverão ser vacinados no primeiro andar do QS (levar crachá); já os funcionários dos CAPS poderão optar por se vacinar na UBS mais próxima ou QS (levar crachá). 

No sábado (16/10), a Secretaria Municipal da Saúde já havia adotado a mesma antecipação para as pessoas acima de 60 anos. 

Covid-19

A campanha de vacinação contra a covid-19 segue acontecendo diariamente nos postos de vacinação, das 8h30 às 16h. Confira o endereço das unidades aqui: http://www.diadema.sp.gov.br/secretaria-saude/26592-conheca-os-locais-de-vacinacao-para-covid-19 

As doses estão disponíveis para os seguintes públicos-alvo: 

D1: A primeira dose está disponível para qualquer morador de Diadema acima de 12 anos (com ou sem comorbidade), além dos demais contemplados nos grupos anteriores e que por algum motivo ainda não foram vacinados; 

D2: pessoas aptas a tomarem a segunda dose, inclusive as que estão com a dose em atraso; 

D3: dose adicional para os idosos com idade igual ou superior a 60 anos (que tenham recebido a segunda dose até 30 de abril), profissionais de saúde acima de 18 anos (que tenham recebido a segunda dose até 30 de abril) e para as pessoas com doença imunossupressora, desde que a segunda dose (D2) tenha sido feita há pelo menos quatro semanas (28 dias).

Vale lembrar que o município também antecipou a segunda dose de Pfizer. Desta forma, todas as pessoas que já completaram oito semanas de intervalo da data de administração da primeira dose de Pfizer já podem receber a segunda dose da vacina.

Documentos obrigatórios 

Para receber qualquer dose é preciso apresentar um documento pessoal com foto (CNH ou RG), o Cadastro de Pessoa Física (CPF) - tanto a versão física, digital e/ou a declaração impressa do site da Receita Federal -, e o comprovante de endereço de Diadema (*) no próprio nome (ou carteirinha de matrícula da UBS). Além desses documentos, para se vacinar pela primeira vez contra a covid-19 é necessário fazer o pré-cadastro no site: http://www.vacinaja.sp.gov.br

Para a segunda dose, além dos documentos acima, é preciso levar o comprovante da primeira dose aplicada em um dos postos do município de Diadema. Para a dose de reforço (D3), ainda é necessário apresentar o comprovante de vacinação com a D2 feita há pelo menos seis meses. Para profissionais da Saúde é exigido ainda o comprovante de vacinação de D1 e D2 feita no município de Diadema.

(*) Se não houver um comprovante de endereço no nome da pessoa que irá se vacinar, poderão ser apresentados (de forma física ou digital), comprovante que esteja em nome dos pais, mas desde que seja apresentado junto um documento que comprove esse parentesco (como certidão de nascimento, casamento, RG, entre outros). Confira aqui os documentos que podem ser considerados como comprovantes de residência: http://www.diadema.sp.gov.br/covid/26838-vacinacao-covid-quais-documentos-valem-como-comprovante-de-residencia

Por Tatiana Ferreira

Foto: Dino Santos