Foto: Dino Santos

Os profissionais da Educação que atuem em Diadema já devem realizar o pré-cadastro na plataforma “Vacina Já Educação”, no link https://vacinaja.sp.gov.br/educação, para receberem a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A primeira etapa da imunização destinada à Educação iniciará em 12 de abril para servidores e funcionários a partir de 47 anos que atuem em escolas da Educação Infantil ao Ensino Médio, tanto das redes estadual, federal, municipal e privadas do município. Segundo dados do Programa Estadual de Imunização, nessa faixa etária se concentra a maioria dos servidores com comorbidades (66,5%) da rede estadual. 

“É o início de uma grande conquista para os educadores! São profissionais que precisam de proteção para realização de seu trabalho. No caso da Rede Municipal de Diadema, essa primeira etapa viabiliza a cobertura de cerca de 30% de professores com idade acima de 47 anos. Esse processo abre uma porta importante de imunização para outras faixas etárias e indica um calendário para a totalidade dos educadores da cidade”, afirmou Ana Lúcia Sanches, secretária municipal de Educação de Diadema. 

Quem pode se vacinar

Poderão ser imunizados profissionais que atuem nas escolas com funções como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.

Em Diadema, a vacinação vai ser feita por livre demanda nas 20 Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h, com a apresentação de Comprovante “Vacina Já Educação” com QRCode, documento de identificação com foto e CPF.

Passo a passo para fazer o cadastro

1. Para receber a vacina, o profissional deve fazer o cadastro no site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao , com número do CPF (tenha atenção na digitação dessa informação pois o número precisa conferir com o documento), nome completo e e-mail. Em seguida, receberá um link no e-mail indicado e será necessário validá-lo para dar continuidade ao cadastro. É importante verificar se o e-mail não foi deslocado para a caixa de spam.

2. O profissional deve confirmar os dados pessoais e apontar nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Para as redes municipais, particulares e federal também é necessário anexar os holerites dos meses de janeiro e fevereiro (servirão como comprovação do vínculo com o trabalho na escola).

3. O cadastro passará por um processo de análise e, se validado, o profissional receberá em seu e-mail o comprovante Vacina Já Educação. O documento (que comprova a elegibilidade para a vacinação) terá um QRCode para verificação de autenticidade.

4. No momento da vacinação, o profissional da Educação deverá apresentar o Comprovante Vacina Já Educação, documento de identificação com foto e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde, além de comprovação que estão atuando em escola com sede em Diadema (crachás ou holerites, impresso ou virtual). Caso o usuário não apresente o Comprovante Vacina Já Educação ou o seu número de CPF não conste no Comprovante apresentado, não poderá ser imunizado. 

Confirma no quadro abaixo os cargos/funções e justificativa dos profissionais da educação elencados para esta etapa da Campanha de Vacinação contra a COVID-19.

 

 Por Tatiana Ferreira