Borboletas

São mais de 24 mil espécies de borboletas que vivem pelo mundo e mais de 80 são encontradas no Brasil.

No borboletário de Diadema é possível observar o ciclo de vida completo de quatro espécies: Caligo illioneus, Ascia monuste, Methona themisto e Heraclides anchisiades.

Essas borboletas foram escolhidas por serem da Mata Atlântica e possuírem hábitos semelhantes entre elas. Além disso, elas são bem adaptadas à interação com o ser humano e voam durante boa parte do dia.

Caligo illioneus
Conhecida como borboleta Olho de Coruja, possui tamanho médio de 180 mm, um dos maiores exemplares de borboleta registrados. É incidente na América do Sul e tem hábitos crepusculares. Costumam voar ao final do dia.

Ascia monuste
Conhecida como borboleta da Couve, possui tamanho médio de 60 mm. Muito comum no Brasil, gosta de voar no período da manhã, na presença de calor e raios solares.

Methona themisto
Conhecida como borboleta do Manacá, possui tamanho médio de 38 mm, é incidente na América do Sul e passa a maior parte do tempo ao redor do manacá. Para essa espécie, o manacá é o único alimento das lagartas e pouso das borboletas adultas.

Heraclides anchisiades
Conhecida como Rosa de Luto, possui tamanho médio de 110 mm. Incidente em matas, clareiras, locais abertos, com vegetação rasteira, gosta de voar nos horários mais quentes do dia.